Gospel Prime Noticias Gospel Musicas Gospel Videos Gospel Letras Gospel Cifras Gospel Biblia Online Estudos Artigos

Uma Ordo Salutis Arminiana

por · julho 22, 2015

Por Zwinglio Rodrigues

Cravos

Segue uma ordo salutis (ordem da salvação) arminiana.

1 Eleição

O Novo Testamento ensina uma eleição individual (2Jo 1:1, 13) e coletiva (1Pe 2:9). Tais eleitos são todos aqueles que creem no poder eficaz do sangue de Jesus derramado na cruz. Esses eleitos são os predestinados por presciência.

2 Arrependimento

Deus notifica a todos os homens que se arrependam (At 17:30). Os homens devem ceder às convicções do Espírito Santo que objetiva convencê-los do pecado para que sejam salvos. É necessário lembrar que o arrependimento sozinho não confirma a salvação.

3 Fé

A fé salvífica é um dom de Deus (Ef 2:8), no entanto, o ato de crer é humano. A fé é dada divinamente e não imposta e, assim, o homem a usa para o propósito original caso queira.

4 Justificação

O homem é eleito via a predestinação por presciência. Salvo, visto ter ele se arrependido dos seus pecados e direcionado, livremente, a fé dada por Deus, à obra de Cristo, é tornado justo diante de Deus, o Pai (Rm 5:1).

5 Regeneração

É o resultado do genuíno arrependimento e de uma fé subjetiva que confia a vida a Cristo. Esta obra é implementada pelo Espírito Santo que gera o novo homem no homem (Jo 3:3; 2Co 5:17; 1Pe 1:3). O homem que experimenta a regeneração nasce de novo e é aquele que fora eleito. Tal regeneração não é em hipótese alguma processual.

6 Adoção

É um passo além da justificação. Neste instante, o homem torna-se membro da família de Deus e passa a desfrutar dos direitos e deveres próprios deste novo relacionamento familiar. Paulo escreve: “Herdeiro de Deus, e Co-Herdeiro de Cristo” (Rm 8:17).

7 Perseverança

Tem a ver com a capacitação que o Espírito Santo concede aos crentes para irem permanecendo fielmente nos caminhos de Cristo até o fim. No entanto, tal perseverança não significa que uma vez em graça, sempre em graça. A responsabilidade do salvo em permitir-se ser conduzido pelo Espírito é uma necessidade diária que pode ser preterida, pois o auxílio do Espírito Santo não é automático e nem imposto, mas deve ser buscado e admitido. Uma perseverança que leva o salvo ao gozo da salvação eterna é fruto da parceria entre ele e o Espírito. São várias as advertências a respeito da apostasia – em alguns casos, irreversíveis (1Tm 1:19; 4:1; Hb 6:4-6). Este estágio da salvação está intimamente ligado à vida de santificação, processo sem o qual ninguém verá a Deus (Hb 12:14).

Esta é a ordo salutis que mais leva em conta o todo soteriológico do Novo Testamento. 

Relacionados

Categoria * Geral *, Arminianismo

  • Isso mesmo Valdemir.

  • Zwinglio Rodrigues

    Isso Valdemir.

  • Valdemir

    Ótimo esboço para uma doutrina!